DESISTINDO CEDO DEMAIS

              Você precisa perseverar.  Você não pode orar por algo somente uma vez, em seguida desistir, e chamar isso de oração da fé.  Veja o exemplo de Daniel;  ele orou durante vinte e um dias e não cessou até ter recebido a bênção.  Ele voltou a face e o coração ao Senhor a fim de, através de oração e súplicas, buscar a resposta.

            Daniel esperou três semanas até que a resposta viesse.  E por que motivo não vio ela antes?  Em Daniel 10:11-14 achamos o relato das oposições que o anjo teve que vencer para chegar com a resposta.  Observe o que Jesus ensinou na parábola do Juiz Iníquo e na parábola do Amigo Importuno.  O que nos ensinam elas?  Que Deus concederá respostas às orações quando elas forem persistentes:  Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite?  (Lucas 18:7).

            Pessoas que não sabem por experiência o que é a oração da fé têm boas razões para duvidar de sua própria piedade.  É muito provável que tenham tão pouca compreensão do que é oração quanto Nicodemos o tinha do novo nascimento.  Eles não têm andado com Deus.  Tentar descrever-lhes o que é andar com Deus é o mesmo que tentar descrever um belo quadro a uma pessoa cega.

  (FINNEY, Charles G.  Reavivamento, Como Experimentá-lo.  Ed. Vida.  pp. 56-58)

Paulo Rogério Petrizi