O casamento no Senhor


A expressão casar-se no Senhor foi cunhada pelo Apóstolo Paulo em I Coríntios 7:39, referindo-se à mulher viúva, que é livre para casar-se com quem quiser, conquanto que seja no Senhor. O casamento só vale a pena se for no Senhor. Um cristão que não se casa no Senhor está correndo sérios riscos.

Não pense que comparecer a um templo evangélico e ter um pastor celebrando uma cerimônia perfaz um casamento no Senhor! Absolutamente, não. Há duas condições que possibilitam afirmar que um casamento foi constituído no Senhor.

1o. Quando os cônjuges têm os corações inclinados a obedecer a Deus.
Divórcio, infelizmente, é algo cada vez mais comum na sociedade. Não faltam opiniões para explicar este fato. Mas o que Jesus Cristo ensinou sobre a causa principal do divórcio? Basta lermos Mateus 19:8 Moisés, por causa da dureza dos vossos corações vos permitiu repudiar vossas mulheres... Observe: a falta de corações inclinados a obedecer a Deus resulta na falência dos relacionamentos conjugais!

Corações fechados para Deus impossibilitam Jesus de atuar no lar. O texto de Apocalipse 3:20 revela o apelo do Senhor em prol de que os crentes o recebam no íntimo de suas vidas. Crentes que somente vivem uma casca de religiosidade são incapazes de se casarem no Senhor.

Neste tipo de casamento, onde Deus atua,  cada pessoa está preocupada em executar seu papel de acordo com os princípios estabelecidos pelo Criador. Basta verificar Colossenses 3 e o uso da expressão no Senhor pelo Apóstolo. Por exemplo, 3:18 Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor.

 2o. Quando os cônjuges fazem do casamento uma oportunidade de servir melhor
Um casamento cristão significa a união de forças, de zelo, de cuidados em prol de uma vida cristã mais refinada. O personagem da parábola dos convidados para as bodas, em Lucas 14:20, que escusou-se dizendo Casei, portanto não posso ir, estava muitíssimo longe de ter um casamento no Senhor.  Se o seu casamento priva-lo de servir ao seu Deus, por favor, não diga que o Senhor está neste negócio!

O texto de Eclesiastes 4:9 e 10 bem retrata os efeitos de um casamento ideal para um servo de Deus: Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro: mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante. Num casamento no Senhor há cuidado espiritual mútuo, edificação, ministração, e o resultado é indubitável.

 

Paulo Rogério Petrizi